O MEU POETAR (soneto)

O MEU POETAR (soneto)
Eu poeto porque sou prosa
Brindado no redigir o brado
Trilhando os trilhos do fado
De poesia e alma amorosa
Poeto como quem é atado
Aos versos.
Sede preciosa
Se suspiros, arte dolorosa
Que imergem do eu calado
Poeto com a voz corajosa
Do amor à vida, indomado
Sem amarras, força curiosa
Canto os devaneios, alado
Tal o perfume de uma rosa
O poeta mineiro do cerrado!
© Luciano Spagnol
Poeta do cerrado
2017, julho
Cerrado goiano

#prosa#literariamente

Mensagens Relacionadas

Dois dedos de prosa

Dois dedos de prosa
As vezes o tempo conta história
que as páginas do destino
não esquecem jamais
E a vida é um pouco de memória,
Pois nem a lembrança
Impõe derrota...

(...Continuar Lendo...)

#douglas_rodrigues_da_silva#prosa#literariamente

A CARTEIRA

A CARTEIRA
Na beira do meio fio da rua
Próximo à boca de lobo
Despencou em tombo, caiu
Sem fala ali, ninguém viu
A carteira, bordada de couro
Sem vida e com reparti...

(...Continuar Lendo...)

#antonio_montes#prosa#literariamente

Prosa de um Escritor: Comentários e Desabafos…

Prosa de um Escritor: Comentários e Desabafos…
Sou um apaixonado pela leitura, pela boa arte, principalmente a brasileira, seja a interpretada em palcos, seja pintada em quadros e/ou couro, escu...

(...Continuar Lendo...)

#mucio_bruck#prosa#literariamente

UTOPIA

UTOPIA
Com laço d'essa saudade
amarrei minha paixão
na corda da felicidade
dei o nó no coração.
Fiquei sufocado ao ar
sem poder nem respirar
meu Deus quando e...

(...Continuar Lendo...)

#apaixonadas#poesias#antonio_montes#prosa#literariamente

Canto as dores Canto o riso

Canto as dores
Canto o riso,
Canto as flores, o mar.
Sou canto em versos
Prosa,
Sou pedaços em cantos
Sou em todo canto pedaços.
Pois, pois...ensinaste-me
(...Continuar Lendo...)

#leonia_teixeira#prosa#literariamente

Ouço o tilintar se aproximando

Ouço o tilintar se aproximando,
sinto a ausência de umidade em meus lábios,
certo silêncio é rompido ao som do preenchimento do vazio,
contemplo o movimento fluído em um bailar pecul...

(...Continuar Lendo...)

#guto_rios#prosa#literariamente