Amanhece o dia A loucura

Amanhece o dia
A loucura, sorridente e imperativa
Tenta um dedo de prosa
A mostrar-se combalida
Procura fingir-se amiga
Loucura que me engana
no final da noite
Besta-fera que me espera
Me acorda de voz suave
Não concordo
Há grave briga
Me abandona de madrugada
Loucura falsa e verdadeira
Com sua face fingida
E tua urgência imperiosa
Inadiável, quando é tua
Se pudesse, eu te curava
Mas creio ser
Da tua natureza
Esse poder
De apodrecer a tudo que toca
Loucura louca
Que me faz só e com medo
Chorar em segredo
Imerso em solidão
Entardece agora
Daqui a pouco, noite escura
Penso em você como outro louco
Sempre odiando mais um pouco
Loucura verdadeira, voz fingida
Eu só queria compreender
Tamanho mal que fiz pra Deus
Te colocar na minha vida.

Edson Ricardo Paiva

#edsonricardopaiva#prosa#literariamente

Mensagens Relacionadas

escrevendo no livro da vida

escrevendo no livro da vida:
sou poesia e não prosa
sou verso e não estrofe
sou ponto e não acento
sou palavra e não frase
sou assim sem crase
sou eu sem gramática<...

(...Continuar Lendo...)

#gravidez#poema#fernanda_de_paula#prosa#literariamente

POESÍA,PROSA, POETA

POESÍA,PROSA, POETA
Para escrever poesia, é preciso ler poesia e saber onde se encontra a essência dessa forma de expressão.
A poesia é uma linha cercada de palavras por todos os lados. (...Continuar Lendo...)

#abel_albertoferro_quente_e_vadocharme#prosa#literariamente

Detalhes [Sobre ela] As vezes ela era ventania

Detalhes [Sobre ela]
As vezes ela era ventania.
As vezes doce.
As vezes amarga.
As vezes prosa.
As vezes poesia.
As vezes sonho.
As vezes tormento.
As v...

(...Continuar Lendo...)

#martins_p#prosa#literariamente

Mais dia

Mais dia, menos dia
Numa hora escrever prosa
era tudo que eu queria
de maneira religiosa
comparar-te à cor da rosa
pois por rosas você ria
eu tive essa garantia
(...Continuar Lendo...)

#edson_ricardo_paiva#prosa#literariamente

UTOPIA

UTOPIA
Com laço d'essa saudade
amarrei minha paixão
na corda da felicidade
dei o nó no coração.
Fiquei sufocado ao ar
sem poder nem respirar
meu Deus quando e...

(...Continuar Lendo...)

#apaixonadas#poesias#antonio_montes#prosa#literariamente

A CARTEIRA

A CARTEIRA
Na beira do meio fio da rua
Próximo à boca de lobo
Despencou em tombo, caiu
Sem fala ali, ninguém viu
A carteira, bordada de couro
Sem vida e com reparti...

(...Continuar Lendo...)

#antonio_montes#prosa#literariamente