Élcio José Martins GUARANÉSIA Essa cidade já foi contada em verso

Élcio José Martins
GUARANÉSIA
Essa cidade já foi contada em verso, prosa e canção,
Sua semente já colheu muitos frutos pra nação.

Sempre foi um marco na cultura e educação,
Tem teatro de alto nível e carnaval para o povão.

O rio canoas beijou a sua face,
Pássaro da ilha disse me abrace.

Sua história é rica como ouro,
Seus filhos a beleza do beija-flor-besouro.

Rio canoas já foi capivaras,
Tinham pássaros em revoadas, sabiás, canarinhos e araras.

Animais os mais diversos e espécimes raras,
Todos vivendo livremente, sem gaiolas, sem currais, quem dera haras.

O seu primeiro nome que até hoje ecoa,
Tem referência ao emigrante José Maria Ulhoa.

À margem do Rio canoas seu nome entoas,
Batizado em suas águas como Santa Bárbara das Canoas.

Próximo à sua moradia uma capela construiu,
Por devoção à Santa Bárbara seu nome atribuiu.

Por desígnios da divina providência um fato ocorreu,
Um milagre de Santa Bárbara um homem protegeu.

Na derrubada da mata um grande tronco cairia,
Um pobre homem que ali estava certamente atingiria.

Santa Bárbara protetora esse homem salvaria,
As raízes de uma árvore desse tronco, livraria,
Seus companheiros murmuraram Milagre! Milagre! Milagre! …,
Santa Bárbara o salvou.
Isso foi Milagre! …,
Num instante tudo silenciou, e, trêmulos de emoção,
Escolheram Santa Bárbara como a Santa do coração.

José Martins e Manoel Fernandes Varanda, impressionados, resolveram doar,
O terreno à capela para nele um povoado edificar.

Viajantes e mascates eram seus visitantes,
De joias a escravos eram eles comerciantes.

Em 1838, como prêmio, distrito se tornou,
Distrito de Paz de Santa Bárbara das Canoas denominou.

Subordinou-se ao termo de São Carlos de Jacui,
Foi jurisdicionado à comarca de Sapucaí.

Em 16 de setembro de 1901 o município foi criado,
Denominado Guaranésia pra criar o seu legado.

Significa pássaro da ilha um pássaro encantado,
Da tríade de escolha ele foi o selecionado.

Gardênia e Tavarésia foram os outros relacionados,
São nomes especiais que até hoje são lembrados.

Santa Bárbara das Canoas, Gardênia e Tavarésia,
Marcaram a linda história da querida Guaranésia.

Já foi estrada real, já teve trem de ferro e até avião,
Tinha casa bancária, comércio de arroz, milho e feijão.

Chora a velha estação sem locomotiva e sem vagão,
Que embarcou amores e riquezas para toda região.

Cidade de famílias nobres de muita tradição,
Grandes comerciantes desde a sua criação.

Professores renomados percorreram a nação,
Levando conhecimentos na cidade e no sertão.

Tem a cana, o álcool e o algodão,
Café é a maior exploração.

Tem panos de prato, cabines e mangueiras,
Secos e molhados, tijolos e madeiras.

Santa Margarida marca a história da cidade,
Fez parte do progresso desde a sua mocidade.

Foi a mãe da indústria têxtil tecendo a humildade,
Teceu o cidadão, deu guarida, deu o pão e muita dignidade.

As casas bancárias se multiplicaram,
As indústrias se transformaram.

As escolas recebem o reconhecimento,
Pelo alimento do intelecto e a costura do conhecimento.

Aqui se faz justiça, abre caminho,
Nossos velhinhos afeto e carinho,
Os especiais sonhos e esperança,
Nossas crianças cidadania e confiança.

Esta cidade tem portas abertas,
Não tem demandas, exagera nas ofertas.

Recebe seus novos cidadãos com a alma e o coração,
Aqui não tem origem, não tem cor, não tem separação.

Guaranésia tem sua história,
Seu povo boa memória.

Não perde o trem da saudade, pois sabe quem faz a hora,
Já foi mocinha hoje é uma grande e bela senhora.

Viva Guaranésia das manhãs orvalhadas,
De estradas de terra que hoje foram asfaltadas.

Do menino de pé no chão, sem agasalho e sem tostão,
Do cinema, do jardim, e do namoro, pegar na mão.

Do Lions Clube a Fernando Osório,
Da igreja, Monsenhor Grella e o santuário.

Santa Casa a equipe de prontidão,
Dos atletas campeões da famosa geração.

Fica um pouco de saudade,
Mas firme na realidade.

Nossa cidade se tornou,
Tudo aquilo que seu povo um dia semeou.

Élcio José Martins

#elciojosemartins#prosa#literariamente

Mensagens Relacionadas

VANITAS

VANITAS
Só, em silêncio, a inspiração tímida e fria
Poeta... A prosa sai tremulante e inquieta
Rascunhando a estrofe em uma linha reta
De ilusão secreta, dor e suspiro em agoni...

(...Continuar Lendo...)

#prosa#literariamente

Prosa...

Prosa...
Estou acomodado em algum desses brancos bancos, o dia está fresco e a maré, alta, a estrada engarrafada, o brilho do sol muito intenso, esse cheiro da água salgada me lembra o peixe-car...

(...Continuar Lendo...)

#telmo_cordeiro#prosa#literariamente

SICÁRIO

SICÁRIO
Assina mão assina
assina aqui, sua sina
mão, a sina assassina
... Assassina a sua sina.
É você que faz a sina
sua sorte e sua rima
assassina, alto est...

(...Continuar Lendo...)

#antonio_montes#prosa#literariamente

Acho que em minhas veias corre um sangue cheio de letrinhas

Acho que em minhas veias corre um sangue cheio de letrinhas .Letras que se misturam em versos ,prosas e poesia.E essas letrinhas se transformam em um pouco de mim...
Sem pretenção alguma me perc...

(...Continuar Lendo...)

#vanessa_cony#prosa#literariamente

E a Poesia virou Prosa

E a Poesia virou Prosa
Nasce mais um dia e morre mais uma noite. Mário acabara de acordar, tomou um café forte se arrumou e saiu para trabalhar. Todo dia pegava o ônibus na mesma hora e no mesmo...

(...Continuar Lendo...)

#dario_hart_signorini#prosa#literariamente

UTOPIA

UTOPIA
Com laço d'essa saudade
amarrei minha paixão
na corda da felicidade
dei o nó no coração.
Fiquei sufocado ao ar
sem poder nem respirar
meu Deus quando e...

(...Continuar Lendo...)

#apaixonadas#poesias#antonio_montes#prosa#literariamente