Prosa Nietzscheana

Prosa Nietzscheana
"Quando venço a mania de ser, desnudo meu próprio eu exposto, diante da mais cristalina forma do espelho.
Réproba aos sinalizadores das ordenanças das palavras, ando na escuridão de quem apenas vê, mas nada enxerga.
Aprimoro-me na tentativa de cogitar merecimento, um perdão pródigo como anestésico para um "eu-epiléptico" que insiste em sair de mim nas noites em que a insônia persiste anti-corintiana e falsa redentora; madrugadas que a morte, em vida, panfleta avisos num córtex perturbado; nessas noites que me sinto um médico na quinta personalidade de um sociopata forjado, matando vez ou outra a voz da essência que adjetiva a alma de um subjetivo sujeito sem nenhum predicado como prognóstico.
Apenas o estopor de um agente ativo, o oculto que emerge à margem do que foi ocultado, o "não dito" que evapora a própria entrelinha e escapa aos dedos, o olhar fixo na catalepsia de uma análise vazia, por fim, a mudança de estado que altera a minuciosa identidade (…)"

#prosa#literariamente#brenna_kelley_framos

Mensagens Relacionadas

gosto de mim assim escrita em verso e prosa diversifico

gosto de mim assim
escrita em verso e prosa
diversifico meus ideais
proseio com o meu silêncio
sou tudo o que posso
posso ser o que ainda tenho vontade
sou desenhad...

(...Continuar Lendo...)

#fernanda_de_paula#prosa#literariamente

Não ache que você consegue me entender com

Não ache que você consegue me entender com meia hora de prosa.
Sou tal qual moringa d’água.
Simples à primeira vista, como uma boa cerâmica, mas quem me vê assim, só querendo matar a sede,...

(...Continuar Lendo...)

#poemas#agua#solange_maia#prosa#literariamente

Na arquibancada ou no picadeiro

Na arquibancada ou no picadeiro
Espectadora na arquibancada da vida.
Artista do picadeiro do tempo;
Nesse palco iluminado pelo sol
Banhado pela chuva.
O tempo vai arquiva...

(...Continuar Lendo...)

#gravidez#poema#su_aquino#prosa#literariamente

SONHOS DE PAPEL

SONHOS DE PAPEL
Incrível o desafio que uma folha em branco nos proporciona!
O verso, a prosa, a poesia, o conto, o romance... Infindo sonhos de papel que nos leva a um universo de palavra...

(...Continuar Lendo...)

#tania_raquel_de_s_moncao#prosa#literariamente

DEIXE-ME VOAR

DEIXE-ME VOAR
Passarinho, pense e me diga
Porque que escolhe casas
Se teu viver no mundo arriba
Todavia foram as asas?
Vejo-te voar pelos espaços
Em canto com seu c...

(...Continuar Lendo...)

#antonio_montes#prosa#literariamente

PERFEITO EU

PERFEITO EU
Perfeito eu? Não... Nã, nã, ni, não, não!
Eu não sou perfeito e não poderia ser
Pois sou humano e tenho um coração
Coração que me eleva aos céus dos
sonhos e...

(...Continuar Lendo...)

#antonio_montes#prosa#literariamente